Blog Familiarte
quarta-feira, 24 de julho de 2013 por Familiarte em ,

“Adeus mano, adeus mano ai ai
Adeus mano, a benção mãe ai ai”

Nesse Ensaio, Dominguinhos fala sobre sua infância em Garanhuns e das brincadeiras que fazia quando criança. Torneios de Pião, Bola de Gude, carrinhos e carrinhos de rolimã… O músico também lembra da parceria com Anastácia, com quem compôs inúmeros sucessos, dentre eles “Eu só quero um xodó”. Fala de Luiz Gonzaga e de como nasceu o nome artístico “Dominguinhos”, uma homenagem do rei do baião ao seu mestre de sanfona Domingos Ambrósio. Dominguinhos ainda fala da parceria com Gilberto Gil, com que compôs “Lamento Sertanejo”.

Com a participação especial de sua filha, a cantora Liv Moraes.

Considerado o sanfoneiro mais importante do país e herdeiro artístico de Luiz Gonzaga (1912-1989), José Domingos de Morais nasceu em Garanhuns, no agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com 8 anos. Aos 13 anos, morando no Rio, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Ainda criança, Dominguinhos tocava triângulo com seus irmãos no trio “Os três pinguins”. Quando ele tinha 8 anos, foi “descoberto” por Gonzagão ao participar de um show em Garanhuns. A “benção” lhe foi dada pelo rei do baião quanto tinha 16 anos.

Dominguinhos ficará para sempre em nossos ouvidos, sua música nos deixa mais leve e feliz.

Descanse em paz!

Dominguinhos
12/2/1941 – 23/7/2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>